Jequitibá

 




O Mosteiro de Jequitibá
O Mosteiro de Jequitibá foi fundado em 1939 pelos monges cistercienses vindos de Schlierbach, na Áustria e, em 1950, foi elevado à Abadia. A área onde está implantada hoje foi doada por um casal muito piedoso, Coronel Plínio Tude de Souza e D. Isabel Fernandes Tude de Souza que, não tendo filhos, instituíram por testamento a fundação Divina Pastora, com o objetivo de beneficiar a população sertaneja.
A Abadia Nossa Senhora Mãe do Divino Pastor é um mosteiro da ordem cisterciense, localizado na zona rural do município de Mundo Novo, na Bahia, a 330 km de Salvador. Atualmente a Abadia congrega uma Casa de Estudos, um Centro de Formação Espiritual, a Fundação Divina Pastora, uma Casa de Saúde, a Paróquia de Jequitibá, além de diversos serviços na área social, nas áreas de educação, saúde, habitação e reforma agrária.

Em 1937, após a morte do Sr. Plínio, alguns monges beneditinos do mosteiro de São Bento, em Salvador, iniciaram os trabalhos nesta fundação. Por falta de pessoal, em 1939 chegaram os monges cistercienses para dar continuidade ao trabalho. Eram três a princípio: Pe Alfredo Haasler, Pe Adolfo Lukasser e Pe. João Berchamans Elsen, que já se encontravam na paróquia de Jacobina, a convite de D. Hugo Bressane de Araújo, primeiro Bispo de Senhor do Bonfim. No mesmo ano, o próprio abade do mosteiro de Schlierbach, D. Aloísio Wiesinger chega para acertar os detalhes do empreendimento da fundação. Pouco depois, atendendo o seu chamado, chegam os pioneiros do Mosteiro de Jequitibá: o Engenheiro civil Pe. Hermano Hahn, Pe.Antonio Moser, que viria ser Abade do mosteiro a partir de 1945, Pe. Reinaldo Stieger, Pe. Henrique Baur, Pe. Fridolino Glasauer e os Irmãos Emílio Weber, Ubaldo Pusch, Humberto Stocker e Werner Hofer.


video
        Mosteiro de Jequitibá - Pousada São Bernardo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário